Descanso após o almoço ajuda a equilibrar a saúde

Com a famosa “correria” do dia-a-dia e o excesso de tarefas e obrigações, muitas pessoas acabam estressadas. Uma defesa natural herdada de nossos ancestrais desde a época das cavernas, o estresse nos ajudou a sobreviver até hoje, mas o acúmulo do estímulo estressante a médio e longo prazos podem acarretar sérias consequências ao nosso organismo.

 

Quando vivemos em estado de alerta e preocupação, no modo “lutar ou fugir”, ou no também chamado de reação de estresse agudo, descrita pelo fisiologista Walter Bradford Cannon em 1927, nosso sistema nervoso simpático entra em ação. Assim, para que possamos continuar fortes e sobrevivendo, há uma série de ajustes. A motilidade do intestino grosso e da bexiga diminuem, os batimentos cardíacos aceleram, a pressão arterial e a adrenalina aumentam, independentemente da nossa vontade.

 

Sabemos que exposição crônica ao estresse muitas vezes é a causa de alguns problemas comuns hoje em dia como ansiedade, síndrome do pensamento acelerado, insônia, fadiga mental, falta de memória, dores de cabeça, musculares e nas articulações, problemas cardíacos, na pele, nos sistemas digestório e imune, baixa libido, TPM (tensão pré-menstrual) e até infertilidade, por exemplo.

 

Entre as atitudes importantes na prevenção destes problemas estão o uso de pausas, repousos restaurativos e meditação. Não é à toa que algumas cidades do mundo, como em Madri (Espanha), Toscana (Itália) e Treviso (SC/Brasil), têm a siesta como um hábito cultural e de saúde. Segundo médicos, entre os seus benefícios, ela ajuda regular o humor, melhora a capacidade de concentração, ajuda no combate à hipertensão e doenças cardiovasculares e fortalece o sistema imunológico.

 

A meditação também é uma prática que tem sido muito estudada no meio acadêmico e possui dezenas de benefícios comprovados pela ciência. Assim, ela ultrapassou fronteiras geográficas e culturais, saiu do mundo das filosofias espiritualistas, para também ser praticada nos meios governamentais, educacionais e empresariais.

 

Para que você tenha um espaço de descanso e conexão interna, vamos lançar agora (20 de março) o Projeto Pausa. Nos horários de almoço às segundas e quartas-feiras, as pessoas poderão fazer práticas de restauração física, mental e emocional, com exercícios de respiração, alongamento, meditação e relaxamento profundo.

 

Local: Cemear. Rua Padre Rolim, 123, 2º andar. Bairro Santa Efigênia. Belo Horizonte/MG

Horário: 12h50 às 13h40

Clique aqui para se inscrever.

Pausa

Que nós e todos os seres sejamos felizes e livres!

Namastê!